Muito grandes para serem classificadas como planetas e muito escuras para serem estrelas, as anãs marrons, ou “estrelas fracassadas”, são objetos que queimam deutério, um tipo de hidrogênio, porém com fraca emissão de luz. No início do mês passado (2), uma pesquisa revelou três anãs marrons com a rotação mais rápida já observada até hoje.  

Difíceis de ser observadas pela sua fraca emissão de luz, as anãs marrons tiveram suas velocidades de rotação documentadas por um grupo de astrônomos da Western University de Ontário, no Canadá, que utilizaram o Telescópio Espacial Stpitzer da NASA, atualmente desativado.

Leia mais…