Auto Added by WPeMatico

A pandemia de Covid-19 obrigou grande parte da sociedade mundial a se manter dentro de casa em isolamento, com isso, o recurso mais adotado para manter as relações pessoais e profissionais foi a videoconferência.

No entanto, o frequente uso das chamadas de vídeo tem apresentado consequências nenhum pouco agradáveis, como, por exemplo, a ‘fadiga do Zoom’, que acontece quando as pessoas utilizam o recurso durante muito tempo ou por muitas vezes.

Mulher chorando em frente ao espelho
‘Disformia do Zoom’: videoconferências afetam a autoestima. Imagem: https://photographee.eu//Shutterstock

Além deste problema, uma dermatologista e professora da Escola de Medicina de Harvard, Shadi Kourosh, afirmou que as solicitações de consulta aumentaram muito durante a pandemia. De acordo com a médica, a principal procura era por questões de aparência e por este motivo, o novo problema foi chamado de “disformia do Zoom”.

“Fiquei preocupada com o fato de o tempo gasto nessas câmeras estar afetando negativamente a percepção das pessoas sobre sua aparência”, disse Kourosh. A dermatologista aponta que a imagem refletida nas videoconferências não é verdadeira e que sofre impacto pelo ângulo, iluminação, distância da câmera e até mesmo a qualidade do equipamento.

“Com uma câmera frontal, descobrimos que a distorção da imagem é pior quanto mais perto estamos e tendemos a tirar selfies e sentar em nossos laptops de perto”, disse a dermatologista.

De acordo com o jornal The Guardian, em março de 2021 os cirurgiões plásticos britânicos relataram um aumento de 70% nas consultas. O fator também é apontado por Kourosh, que disse que seus pacientes começaram a sugerir mais intervenções cirúrgicas por vaidade.

Leia também!

A médica disse que muitos chegavam ao consultório pedindo mudanças no nariz, para suavizar rugas na testa e até correção de flacidez na parte inferior do rosto e pescoço, coisas que ficam em destaque quando passamos muito tempo olhando para nossa própria imagem.

“Além de se olharem para chamadas de videoconferência, as pessoas viviam isoladas, gastando seu tempo livre olhando imagens altamente distorcidas de outras pessoas nas redes sociais. Eu acredito que é um problema de saúde mental”, concluiu.

Crédito da imagem de destaque: Andrey_Popov/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post ‘Disformia do Zoom’: videoconferências afetam a autoestima apareceu primeiro em Olhar Digital.

Nesta segunda-feira (30), as ações da Zoom registraram queda de 12%, depois que a fabricante de software de videochamada divulgou os ganhos fiscais do segundo trimestre, Embora o relatório mostre que a plataforma superou as expectativas dos analistas para o período, houve desaceleração no crescimento em relação ao trimestre anterior.

Aplicativo Zoom aberto em smartphone
Zoom divulga relatório do primeiro trimestre e anuncia prospecções. Imagem: Daniel Constante – Shutterstock

De acordo com o relatório, a receita cresceu 54% ano contra ano no trimestre encerrado em 31 de julho. No trimestre anterior, a receita havia crescido 191%. No próximo trimestre, o cenário projetado pela Zoom é de um crescimento de 31%.

A margem bruta aumentou para 74,4%, contra 72,3% no trimestre anterior. A disponibilidade de capacidade de um novo data center beneficiou a margem bruta da empresa no período.

Zoom anuncia investimentos para próximo trimestre

Para o próximo trimestre, a Zoom anunciou que pretende adquirir o provedor de software de contact center em nuvem Five9, no valor de US$14,7 bilhões em ações. O negócio veio depois que a plataforma conquistou milhões de novos usuários em decorrência do coronavírus, que fez com que aumentassem as reuniões online, subindo as ações da empresa.

A Zoom anunciou ainda o lançamento do Zoom Events, que dará às organizações a capacidade de realizar reuniões online no modo premium. A empresa também disse que investiu na fabricante de software de eventos Cvent, que buscava abrir o capital por meio de uma fusão com uma empresa de aquisição de propósito específico.

Segundo a rede CNBC, Kelly Steckelberg, chefe de finanças da Zoom, disse que a empresa agora tem 2 milhões de licenças para o serviço telefônico baseado em nuvem do Zoom Phone, que era de 1,5 milhão três meses atrás.

Leia mais:

Variante delta da Covid-19 aumenta expectativas da Zoom

Para todo o ano fiscal, a empresa prevê ganhos ajustados de US$4,75 a US$4,79 por ação e US$4,005 bilhões a US$ 4,015 bilhões em receitas – um salto em relação às suas últimas estimativas de US$4,56 a US$4,61 em ganhos ajustados em US$3,98 bilhões a US$3,99 bilhões em receitas. 

A empresa subiu sua previsão para o ano à medida que aumentaram as contagens de casos de coronavírus, incluindo da variante delta da Covid-19, e algumas empresas atrasaram os planos de reabertura de escritórios.

Sem incluir a mudança de preço após o expediente, as ações da Zoom subiram cerca de 3% desde o início de 2021, atrás do S&P 500, que cresceu quase 21% no mesmo período.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Zoom divulga relatório do segundo trimestre e ações caem; crescimento da empresa foi fraco após boom com pandemia apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desde o início da pandemia, diversas marcas tiveram a iniciativa de facilitar o encontro entre as pessoas pela internet, já que essa é a única maneira segura de manter contato. Foi neste contexto que o Google Meet se tornou gratuito para todos.

A empresa quer trazer sempre mais novidades na plataforma, como recursos que deixam as videochamadas mais inclusivas e legendas automatizadas ao vivo em cinco idiomas.

A principal novidade agora é que existem mais maneiras de deixar as chamadas divertidas e envolventes, sem perder a praticidade. A plataforma anunciou uma aparência renovada e mais recursos desenvolvidos com inteligência artificial.

A partir do próximo mês, vai ser possível ter mais espaço para visualizar e compartilhar conteúdo, além de poder fixar vários blocos para personalizar as prioridades, como por exemplo, destacar uma apresentação e o palestrante ao mesmo tempo.

Outra opção disponível vai ser a de redimensionar, reposicionar ou ocultar seu próprio feed de vídeo, deixando o espaço livre para ver ainda mais pessoas na mesma chamada. A ideia surgiu depois que a plataforma descobriu que as pessoas se concentram melhor quando não se veem na tela.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Encontros seguros: Google aprimora o Meet, a plataforma gratuita de videoconferências apareceu primeiro em Olhar Digital.