Auto Added by WPeMatico

Cerca de um mês após a promoção, os famigerados cupons de R$ 50 do PayPal seguem dando dor de cabeça para a gigante de pagamentos. Depois de uma confusão envolvendo o cancelamento de alguns cupons antes mesmo que eles fossem usados, agora, o valor está sendo devolvido.

A devolução está acontecendo por conta de um problema técnico que acabou resultando no cancelamento de uma série de cupons antes da data de vencimento deles. A mensagem de devolução foi enviada para o e-mail das pessoas elegíveis e os códigos promocionais podem ser usados até o dia 28 de janeiro.

Leia mais:

Segundo a empresa, os cupons de R$ 50 serão aplicados automaticamente na próxima compra elegível dos clientes que forem finalizadas usando o PayPal. Porém, a devolução só aconteceu porque uma parte dos prejudicados procurou o Procon-SP e houve uma ameaça de judicialização do caso.

Caso quase foi para a justiça

Logo da Fundação Procon-SP
Procon-SP notificou o PayPal e ameaçou processar empresa em R$ 11 milhões. Imagem: rafapress/Shutterstock

O órgão notificou a empresa questionando o motivo do cancelamento de parte considerável dos cupons. Como resposta, o PayPal alegou que alguns usuários encontraram lacunas no sistema, o que permitiu uma espécie de fraude, em que usuários não elegíveis conseguiram receber cupons.

Para frear a ação dos fraudadores, o PayPal decidiu suspender a campanha temporariamente para uma série de averiguações. Nesse meio tempo, pessoas que não tinham se aproveitado da falha de sistema, mas que estavam com o valor promocional em suas contas, acabaram com seus cupons cancelados.

Resposta não agradou

A resposta, porém, não agradou o Procon, que ameaçou aplicar uma multa de R$ 11 milhões caso encontrasse algum tipo de irregularidade envolvendo a ação promocional. Depois disso, o PayPal começou a devolver o cupom para parte considerável dos usuários afetados.

A devolução dos cupons do PayPal se tornou um tema bastante comentado no Twitter durante a tarde desta segunda-feira (17). Durante o dia, parte dos usuários comemorando o recebimento e uma outra parte lamentando por não ter recebido seus respectivos cupons de volta.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post PayPal começa a devolver cupons de R$ 50; veja como conferir recebimento apareceu primeiro em Olhar Digital.

Finalmente chegou a hora: você não precisa mais ser um dos poucos privilegiados a poder utilizar o Twitter Spaces. A plataforma anunciou que todos os usuários de Android e iOS podem gravar áudio quando estiverem hospedando. 

Da mesma forma que antes da atualização da ferramenta, basta alternar o “espaço de registro” antes de começar e então, o áudio estará disponível para todo o público e ainda com permissão para compartilhar em até 30 dias após a transmissão inicial.

Todos os hosts do Twitter Spaces podem gravar áudio
Imagem: Twitter

Além disso, os hosts podem excluir gravações a qualquer momento. Porém, o Twitter manterá os arquivos de áudio por até 120 dias para que seja possível verificar os relatórios de violação dos termos de serviço.

A novidade é benéfica para os influenciadores que desejarem hospedar regularmente shows e reuniões no Twitter Spaces, ainda mais que agora é fácil oferecer pelo menos audição temporária após o show sem precisar gravar nada separadamente. 

Isso também ajuda o Twitter a evitar a concorrência do Clubhouse, que adicionou esse recurso de gravação em novembro do ano passado. 

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Chegou a hora: todos os hosts do Twitter Spaces podem gravar áudio apareceu primeiro em Olhar Digital.

Em fevereiro do ano passado, o Instagram anunciou que estava desenvolvendo um novo formato de Stories com rolagem vertical, bem parecido com o modelo do TikTok. Só que até então, os detalhes eram desconhecidos. A novidade é que agora a rede social está testando o novo design com um grupo seleto de usuários.

De acordo com observações do consultor de mídia social Matt Navarra, alguns internautas na Turquia receberam uma atualização do Instagram que já disponibiliza a rolagem vertical para Stories. Por mais que os conteúdos ainda possam ser visualizadas tocando no lado esquerdo ou direito da tela, pular para o próximo perfil requer que a pessoa deslize para baixo.

Além disso, o jornalista de tecnologiaThássius Veloso também recebeu a mesma atualização no Brasil, o que indica que o Instagram está lançando o novo design de rolagem vertical para mais países.

A rolagem vertical é uma mudança que provavelmente está sendo implementada para competir com o TikTok. Como resultado, o Instagram também vem tornando os Stories mais focados em vídeos do que qualquer tipo de conteúdo mais estático.

Vale lembrar que em dezembro de 2021, o Instagram colocou em teste um limite maior de tempo para vídeos nos Stories, passando de 15 segundos para 60 segundos. As pessoas já podem postar vídeos de até 1 minuto no Instagram Stories, só que antes precisavam ser conteúdos segmentados em quatro vídeos de 15 segundos cada um.

Ainda para este ano, a empresa quer incrementar a rede social com novas formas de classificar o feed e até uma opção para editar a grade do perfil da maneira como o usuário quiser. Porém, ainda não está claro quando – e se – esses recursos estarão disponíveis para todo mundo.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Instagram testa rolagem vertical de Stories semelhante ao TikTok apareceu primeiro em Olhar Digital.

Kapoor é um sobrenome relativamente comum na Índia, tanto que foi escolhido para batizar a personagem Kelly, umas das mais queridas da série The Office. Porém, não foi o nome da família que fez um indiano viralizar, mas sim seu primeiro nome, que passou a ter outro significado depois de 2020: Kovid.

Antes da pandemia da Covid-19, o empresário Kovid Kapoor tinha um nome diferente, mas encarado como qualquer outro. Mas tudo mudou quando a Organização Mundial da Saúde juntou as palavras Coronavírus e Disease (doença em inglês) em uma só para nomear uma síndrome respiratória que vinha causando mortes.

Mudança de vida

A vida do indiano mudou, e não foi pouco. Ele foi alvo de uma série de piadas que vinham desde amigos próximos, até desconhecidos. Porém, bem-humorado, Kovid resolveu abraçar a brincadeira e não levar as piadas muito a sério, começando pela alteração de sua biografia no Twitter.

Leia mais:

Hoje, ao entrar no perfil dele no Twitter, encontramos uma referência ao filme “Meu nome é Khan”, de 2010. “Meu nome é Kovid e eu não sou um vírus”, é a descrição do designer. Porém, o que fez o rapaz se notabilizar foi um fio nesta mesma rede social, contando como foi viajar para o exterior tendo esse nome.

Significado diferente

“Fui para fora da Índia pela primeira vez desde a Covid e diverti um monte de gente com meu nome”, escreveu Kovid. “As futuras viagens ao exterior serão divertidas!”, completou o rapaz. Em um outro tuíte, ele revelou qual o significado do seu nome, que vem de um hino devocional do hinduísmo.

Na canção, chamada de Hanuman Chalisa, em louvor ao deus Hanuman, que tem como virtudes associadas a ele heroísmo, altruísmo e devoção. No hino, a palavra “Kovid” tem como significado “estudioso” ou “erudito”, e nada tem a ver com uma doença respiratória que causou uma pandemia.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Indiano Kovid Kapoor viraliza por nome diferente mas avisa: ‘Não sou vírus’ apareceu primeiro em Olhar Digital.

O WhatsApp que nós abrimos lá no dia 1 de janeiro de 2021 para mandar aquele “feliz ano novo” para algum grupo, amigo ou amor, é um aplicativo muito diferente do que estamos abrindo para mandar “feliz 2022”. O mensageiro mais usado do mundo recebeu uma série de novidades interessantes durante o ano passado.

Com as principais atualizações lançadas este ano, o WhatsApp mostrou uma preocupação especial com o desaparecimento do que não se quer que vaze. Para isso, o aplicativo recebeu algumas funcionalidades como as mensagens autodestrutivas e as imagens de visualização única.

Mas as novidades do WhatsApp lançadas em 2021 não ficaram só nisso, o aplicativo virou uma espécie de banco, ou app de pagamento, rivalizando com plataformas como PicPay, PayPal e Mercado Pago. Agora, é possível fazer transferências monetárias diretamente pelo aplicativo.

Enfim, é tanta coisa para lembrar, que o Olhar Digital preparou uma lista com as 10 principais novidades lançadas para o WhatsApp em 2021, você se lembrava de todas elas?

Mensagens autodestrutivas

Reprodução
Usuários da versão beta deverão ver a opção para ativar a funcionalidade. Foto: WABetaInfo/Reprodução

Após a liberação para testes beta no final de 2020, o WhatsApp liberou as mensagens autodestrutivas para todos os usuários já no início de 2021. Com a nova função, as mensagens desaparecem após sete dias, mesmo que o destinatário não acesse as conversas nesse período.

Um papel de parede de cada conversa

Outra novidade que chegou no início de 2021 foi a possibilidade de usar um papel de parede em cada conversa do WhatsApp. Esse novo recurso melhorou bastante a personalização de cada uma das conversas, diminuindo o risco, por exemplo, de mandar uma mensagem para uma pessoa errada.

Áudios acelerados

Um recurso que se incorporou tão rápido ao nosso dia a dia que nem parece que chegou este ano é a possibilidade de acelerar a reprodução de mensagens de áudio. Com a permissão para acelerar para as velocidades 1,5x e 2x, ficou muito mais rápido ouvir aquele áudio longo do amigo que perdeu o fio da meada.

Criação de figurinhas na versão WEB

WhatsApp Web
WhatsApp possibilitou a criação de figurinhas através da versão web do mensageiro. Imagem: Antonio Salaverry/Shutterstock

Um recurso que já existia há algum tempo nas versões para smartphones do aplicativo era a troca e a criação de figurinhas. Porém, um furo do recurso era a necessidade de um aplicativo de terceiros, que por muitas vezes era inseguro, para a criação das figurinhas, fossem elas estáticas, fossem animadas.

Porém, isso mudou quando o aplicativo passou a permitir a criação dos stickers dentro da plataforma, pelo menos na versão web do aplicativo. Com isso, além de aumentar a segurança, o WhatsApp permitiu que a criação dos stickers também ficasse muito mais rápida.

WhatsApp Pay

Com o WhatsApp Pay, o aplicativo, basicamente, também virou uma espécie de carteira digital. Imagem: Reprodução

Um recurso que ficou reservado para alguns dos principais mercados do WhatsApp, que são Brasil e Índia, foi o WhatsApp Pay, a ferramenta de pagamentos do WhatsApp. O recurso foi liberado para brasileiros em de junho e facilitou bastante as transferências entre pessoas que não possuem outras carteiras digitais.

O uso do serviço é muito simples, com o envio de dinheiro sendo tão trivial quanto o envio de uma foto ou vídeo, por exemplo. Além disso, é muito barato, já que a transferência em si funciona mais ou menos como um Pix e não tem nenhuma cobrança de taxa.

Compras no app

Além de carteira digital, banco, fintech ou o que melhor se encaixar no WhatsApp Pay, em 2021 o aplicativo também se transformou em um marketplace. O aplicativo incorporou a função “carrinho de compras” que permite o envio de mensagens para os clientes oferecendo produtos que podem ser comprados pelo app.

Leia mais:

Porém, o sistema de pagamento ainda é externo e os clientes são direcionados para um banco ou sistema de pagamento fora do WhatsApp, que foi cadastrado previamente pelo vendedor. O envio também é feito fora do sistema do mensageiro, sendo combinado entre as partes.

Backups criptografados

As mensagens trocadas pelo WhatsApp já contam com criptografia de ponta a ponta há algum tempo. Porém, o backup dessas mensagens, surpreendentemente não era criptografado. Porém, isso mudou em 2021. Com isso, o WhatsApp ganhou mais uma forma de assegurar que as mensagens não caiam nas mãos de terceiros.

Migrar conversas entre Android e iPhone

Após anos de pedidos dos usuários, em 2021, o WhatsApp finalmente passou a permitir que conversas sejam migradas de um iPhone para aparelhos com Android. Porém, em um primeiro momento, a liberação ocorreu apenas para aparelhos Samsung com sistema Android 10 ou superior.

Conversas arquivadas para sempre

Usuários pediam que houvesse uma forma de arquivar os chats permanentemente, a fim de organizar e definir a prioridade das conversas. Em 2021, esse recurso finalmente chegou ao aplicativo. Agora, as conversas ficam arquivadas permanentemente, mesmo que o usuário receba novas mensagens sejam recebidas.

Vários dispositivos conectados

whatsapp
WhatsApp possibilitou que os usuários consigam se manter conectados em mais de um dispositivo ao mesmo tempo. Imagem: WhatsApp/Divulgação

Por último, mas não menos importante, temos a chegada de uma funcionalidade que permite aos usuários conectar a mesma conta em vários dispositivos diferentes. Agora, mesmo que o smartphone principal não esteja conectado à internet, é possível se manter logado em um desktop, por exemplo.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Relembre 10 novidades lançadas para o WhatsApp em 2021 apareceu primeiro em Olhar Digital.


O Telegram está encerrando o ano de 2021 com mais uma atualização. Entre tantas novidades do aplicativo, as novas ferramentas englobam o texto oculto para evitar spoilers. Ou seja, se você é daquelas pessoas que ama contar detalhes de filmes e faria uma boa sinopse de ‘Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa’ é possível agora selecionar qualquer parte da sua mensagem antes de enviar e assim, ocultará o texto no chat.

Outra novidade do Telegram são as reações do estilo iMessage, sendo assim você pode tocar duas vezes em qualquer mensagem para enviar uma reação positiva. Já se tocar uma vez – ou tocar e segurar no iOS – será possível selecionar outro emoji, sorriso, fogo, um rosto chocado ou polegar para baixo, por exemplo.

Além disso, também tem como alterar o emoji com toque duplo padrão nas configurações de chat no Android e na parte de adesivos e emojis nas configurações do iOS. Enquanto isso, em conversas privadas, as reações estão sempre ativadas e em grupos, os administradores podem decidir se devem ativá-los e quais reações os outros membros podem escolher.

Pessoa mandando mensagem no Telegram
Crédito: Kaspars Grinvalds/Shutterstock

Na leva de atualizações, o Telegram também adicionou a opção de tradução útil. Portanto, por meio das configurações de idioma, você pode ativar a tradução. A ferramenta está disponível em todos os dispositivos Android, só que os usuários de iPhone e iPad precisarão executar o iOS 15 ou posterior pois o número de idiomas que depende do seu sistema operacional.

Os usuários podem gerar códigos QR para qualquer pessoa com um nome de usuário público e assim, podem tocar no ícone do código QR ao lado do nome e selecionar as cores e o padrão antes de compartilhar em outro lugar. 

No início de 2021, o Telegram lançou o recurso de vídeos chamadas em grupos e transmissões ao vivo com capacidade ilimitada. Por outro lado, alguns relatórios sugerem que houve um aumento no nível de atividade cibercriminosa na rede social.

Leia também:

Fonte: Engadget

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Antes do ano acabar, Telegram adiciona reações no estilo iMessage e texto oculto apareceu primeiro em Olhar Digital.

Depois do anúncio do WhatsApp sobre o suporte para reações às mensagens recebidas com emojis, chegou a hora do Telegram anunciar que está trabalhando em um recurso parecido. O app russo planeja disponibilizar nada menos do que 11 reações, que serão adicionadas de maneira paulatina.

A informação foi divulgada por um usuário do Reddit, que divulgou um vídeo de como as reações às mensagens já em funcionamento em uma versão beta do Telegram. Diferente de como acontece nas redes sociais da Meta, como Instagram e Facebook, as reações do Telegram não são nada discretas.

Funcionamento das reações

Quando um usuário escolhe reagir a uma mensagem, o emoji selecionado aparece em um tamanho bem grande para a outra pessoa. Os emojis das reações também aparecem animados, em conjunto com vários emojis pequenos, até que a reação seja concluída.

As reações são mostradas para os dois participantes das conversas, além disso, ao tocar em alguma das reações que foram enviadas naquela conversa, ela será enviada novamente. Isso pode gerar situações irritantes, como um looping de reações sendo enviadas de um usuário para outro.

Algumas incertezas

Ainda não se sabe exatamente alguns detalhes sobre a chegada do recurso, se ele será implantado para todas as plataformas simultaneamente ou se as reações às mensagens chegarão primeiro para um ou outro sistema operacional móvel ou para o Telegram Web.

Além disso, o Telegram ainda não definiu uma data para quando as reações às mensagens chegarão à versão final do aplicativo. Porém, como o recurso já está disponível nas versões beta do aplicativo, é possível até que ele chegue primeiro do que a versão dessa ferramenta para o WhatsApp.

Leia mais:

As reações por emoji já são disponíveis e muito populares dentro dos aplicativos da Meta, como o Instagram e o Facebook há muito tempo. Em ambas as redes, as reações correspondem a toda a biblioteca de emojis disponível para o teclado daquele usuário.

Via: Mac Magazine

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Telegram vai permitir reações com emojis às mensagens recebidas apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Ministério da Cidadania informou que foram devolvidos R$ 6,9 bilhões aos cofres públicos de valores que tinham como destino o auxílio emergencial em 2020 e 2021.

O Governo Federal voltou a enviar notificações pedindo que o valor do Auxílio Emergencial seja devolvido para quem recebeu indevidamente nesta terça-feira (21). Por meio de mensagens SMS, cerca de 1 milhão de pessoas devem ser avisadas para devolver o benefício.

O grupo notificado teve seus registros identificados pelos órgãos de controle como fraudulentos ou ainda que receberam de forma indevida o valor. Em agosto, mais de 1 milhão de avisos já haviam sido enviados.

“Este é o último lote de mensagens a ser enviado no ano de 2021. O objetivo é alcançar um novo público, formado por pessoas identificadas pelos órgãos de controle como indicados a procederem à devolução de recursos do auxílio emergencial”, diz o Ministério da Cidadania.

Auxílio Emergencial, como devolver?

Caso receba a mensagem, para fazer a devolução basta acessar o site egov.br/devolucaoae e inserir o CPF. Após colocar todas as informações vai ser emitida uma Guia de Recolhimento da União, que pode ser paga no Branco do Brasil, caixas eletrônicos e outros postos.

Leia mais:

Segundo o ministério, a mensagem será “O CPF ***.456.789-** tem parcelas a devolver do auxílio emergencial. Devolva as parcelas em gov.br/devolucaoae. Fraude denuncie em gov.br/falabrae” e vai ser enviada pelos números 28041 ou 28042. Mensagem vinda de qualquer outro telefone deve ser desconsiderada. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Quase R$ 7 bilhões devolvidos com irregularidades do Auxílio Emergencial apareceu primeiro em Olhar Digital.

A Meta Platforms vai recorrer da decisão da Autoridade de Concorrências e Mercado do Reino Unido (CMA) que ordenou a venda da plataforma de animações Giphy. De acordo com a controladora do Facebook, as evidências usadas pela CMA não apoiam a conclusão do órgão.

No início de dezembro, a CMA decidiu que a propriedade do Giphy pela Meta era uma ameaça para os rivais da empresa. Segundo o órgão, o fato da Meta ser dona da plataforma de GIFs poderia impactar de maneira relevante na concorrência dentro do mercado de publicidade gráfica.

Entrave no Reino Unido

Sede do Facebook na Califórnia
Negócio foi aprovado sem muitos problemas nos Estados Unidos, mas encontrou entraves no Reino Unido. Crédito: Company Headquarters/Google Maps

A Meta, que naquele momento ainda se chamava Facebook, comprou o Giphy por US$ 400 milhões (R$ 2.2 bilhões, na cotação atual), em maio de 2020. A aquisição foi aprovada pela Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês), dos Estados Unidos.

Porém, no momento de validar a negociação no Reino Unido, os argumentos usados pela Meta não foram aceitos pela CMA. A decisão do órgão surpreendeu muita gente, já que o CMA nunca havia bloqueado nenhuma negociação deste porte envolvendo grandes empresas de tecnologia.

Segundo um porta-voz da Meta, a empresa vai buscar a suspensão da ordem de desinvestimento junto ao órgão, porém, não deu detalhes sobre qual será sua estratégia de defesa e quais argumentos serão rebatidos. A apelação, inclusive, não deve acontecer no ano de 2021.

Prejuízo à competição

Atualmente, metade do tráfego da biblioteca de imagens do Giphy vem das redes sociais controladas pela Meta: Instagram, Facebook e WhatsApp. Porém, usuários de plataformas concorrentes, como o Twitter e o TikTok, também usam o Giphy em seus conteúdos.

A ordem de desinvestimento do CMA teve como base o temor de que os usuários dessas plataformas tenham alguma restrição no acesso à biblioteca do Giphy, ou tenham que compartilhar dados de seus usuários com a Meta em troca do acesso às animações.

Leia mais:

A Meta, por sua vez, garantiu que não iria fazer nenhuma alteração nos termos de uso do Giphy para os concorrentes e nem coletaria dados adicionais para uso dos GIFs. Este segundo ponto, porém, está restrito a animações que não usam mecanismos de rastreamento, como pixels ou os recém-quase-finados cookies.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Meta vai recorrer de decisão no Reino Unido para não vender o Giphy apareceu primeiro em Olhar Digital.

Uma diversão que eu tinha lá pelos idos de 2013/2014 era ficar vendo compilados de coisas estranhas que foram capturadas pelo Google Maps. Como bom adolescente que era, eu gostava mesmo de ver gente caindo no chão, brigando, ou sofrendo algum tipo de acidente que não parecia grave.

Porém, um usuário do Reddit achou algo mais raro e, de certa forma, assustador ao vasculhar o Google Maps: um jato bombardeiro furtivo voador. A aeronave, do modelo B-2 Spirit, foi capturada no Google Maps enquanto voava por uma parte remota do estado do Missouri, nos Estados Unidos.

Voando devagar

Caso o jato estivesse voando em sua velocidade máxima, não seria possível capturar a imagem. Crédito: Hippowned/Reddit

Um B-2 Spirit pode atingir uma velocidade de 1.010 km/h, porém, é provável que ele não estivesse voando a essa velocidade no momento em que os satélites gravaram sua passagem. A imagem está levemente borrada, porém, se o bombardeiro estivesse em velocidade máxima, não veríamos nada além de um borrão.

A foto também possui alguns pontos vermelhos e azuis, mas eles não fazem parte do bombardeio, mas são resultado dos satélites responsáveis pela captura das imagens. Tanto o Google Maps quanto o Google Earth utilizam uma infinidade de satélites para reunir as imagens de seus bancos de dados.

Como foi a captura

A imagem do bombardeiro é creditada a um satélite lançado pela empresa Maxar Technologies. Ao invés de focar a luz em um sensor, como as câmeras tradicionais, os satélites capturam imagens utilizando a medição da intensidade de certos comprimentos de ondas de luz, que são combinados para formar uma imagem.

Leia mais:

As ondas de luz utilizadas para captura das imagens têm cores, como vermelho, verde e azul (RGB). Provavelmente, foi esse sistema que gerou as faixas coloridas visíveis nas fotos do bombardeiro encontradas no Google Maps.

Esta, porém, não foi a primeira vez que o B-2 Spirit foi visualizado no Google Maps. Anteriormente, uma nave do mesmo modelo foi vista estacionada na Base da Força Aérea dos EUA em Whiteman, também no estado do Missouri. Porém, esta foi a primeira vez que um desses bombardeiros foi clicado em pleno voo.

Via: Tech Radar

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Usuário do Reddit encontra avião bombardeiro voando no Google Maps apareceu primeiro em Olhar Digital.