Auto Added by WPeMatico

Conforme os números atualizados neste sábado (25) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 140 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e mais de 38 mil novos casos da doença.

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:       

  • 140 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 38.793 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 670.369 óbitos acumulados;
  • 32.061.959 casos confirmados no total;
  • Média móvel de 194 mortes e 52.637 casos nos últimos 7 dias.

Covid-19 no Brasil       

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes.     

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 160 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 88 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço. 

Leia mais!

Covid-19: situação no mundo 

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 539 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,3 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 140 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

Conforme os números atualizados neste domingo (19) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 55 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e mais de 10,6 mil novos casos da doença.     

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:     

  • 55 óbitos nas últimas 24 horas;    
  • 10.691 casos confirmados nas últimas 24 horas;    
  • 669.065 óbitos acumulados;    
  • 31.704.193 casos confirmados no total;    
  • Média móvel de 136 mortes e 35.333 casos nos últimos 7 dias. 

Covid-19 no Brasil     

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes.   

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 160 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 88 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.

Leia mais! 

Covid-19: situação no mundo     

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 539 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,3 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 55 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

De acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde neste sábado (18), o Brasil registrou 94 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e mais de 20 mil novos casos da doença.     

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:     

  • 94 óbitos nas últimas 24 horas;    
  • 20.127 casos confirmados nas últimas 24 horas;    
  • 669.010 óbitos acumulados;    
  • 31.693.502 casos confirmados no total;    
  • Média móvel de 134 mortes e 35.481 casos nos últimos 7 dias. 

Covid-19 no Brasil     

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes.   

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 160 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 88 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.

Leia mais! 

Covid-19: situação no mundo     

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 535 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,3 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 94 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

De acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (16), o Brasil registrou 151 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e mais de 30 mil novos casos da doença.    

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:    

  • 151 óbitos nas últimas 24 horas;   
  • 32.934 casos confirmados nas últimas 24 horas;   
  • 668.844 óbitos acumulados;   
  • 31.644.703 casos confirmados no total;   
  • Média móvel de 151 mortes e 40.550 casos nos últimos 7 dias. 

Leia mais! 

Covid-19 no Brasil    

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes.     

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 160 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 88 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.    

Covid-19: situação no mundo    

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 535 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,3 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 151 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Painel do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), divulgado neste domingo (12), apontou que o Brasil teve 36 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. Também foram registrados 11.728 novos casos da doença causada pelo SARs-CoV-2 no mesmo período.

Os dados divulgados correspondem aos registros de todos os estados, que enviaram as informações ao Conass sem nenhuma intercorrência.

Confira os números atualizados no Brasil:

  • 36 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 11.728 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 668.110 óbitos acumulados;
  • 31.458.865 casos confirmados no total;
  • Média móvel de 158 mortes e 42.504 casos nos últimos 7 dias.

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes.

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o Brasil só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 165 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo.

Leia mais:

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o vírus da Covid-19 já infectou mais de 535 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de dois anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6 milhões.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Covid-19: Brasil tem 36 óbitos e mais de 11 mil casos nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Brasil teve 114 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde neste sábado (11). No mesmo período, o país também registrou cerca de 28 mil casos da doença causada pelo SARs-CoV-2.

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:

  • 114 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 27.796 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 668.074 óbitos acumulados;
  • 31.445.137 casos confirmados no total;
  • Média móvel de 154 mortes e 41.724 casos nos últimos 7 dias.

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 160 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 88 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.

Leia também:

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 535 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,3 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 114 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

Na esteira da subida do número de novos casos de Covid-19 no Brasil, a média móvel de mortes pela doença também subiu nos últimos 30 dias. Segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), a média móvel de óbitos pela doença cresceu 42% entre o dia 10 de maio e esta sexta-feira (10).

Em 10 de maio, a média móvel de mortes por Covid-19 estava em 99, já com tendência de alta. Em um mês, este número saltou para 141, o total aferido hoje. Em relação aos casos, a taxa é de 39.980 novos casos, o maior número desde 16 de março, quando o Conass marcou 40.682 novos casos por dia.

Teste PCR contra Covid-19 sendo aplicado em indivíduo
Taxa de positividade da Covid-19 também tem subido no último mês. Crédito: Drazen Zigic/Shutterstock

A média móvel é considerada a medida mais eficiente para o entendimento do momento da pandemia no país, uma vez que permite que inconsistências pontuais, como subnotificações, de dados sejam desconsiderados.

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes

Leia também!

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 157 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 86 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Covid-19: média móvel de mortes cresce 42% em um mês apareceu primeiro em Olhar Digital.

Pesquisadores do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) desenvolveram uma máscara facial capaz de inativar os vírus Sars-CoV-2, causador da Covid-19, e Influenza, que causa a gripe. O acessório pode ser uma arma importante no combate às doenças transmitidas pelo ar, principalmente durante o inverno.

A Máscara da USP será comercializada com o nome de Phitta Mask e conta com uma tecnologia batizada de Phtalox, que tem o poder de eliminar partículas virais assim que elas entram em contato com o tecido. Por conta dessa tecnologia, a camada externa do vírus pode ser destruída em poucos segundos, o que impede sua replicação.

Testes foram feitos no auge da pandemia

Máscaras desenvolvidas pela USP não precisam ser trocadas a cada 3 horas, como acontece com as máscaras cirúrgicas comuns. Crédito: ToKa74/Shutterstock

Segundo os pesquisadores da USP, os testes com a máscara foram feitos entre 2020 e 2021, durante a primeira e a segunda onda da doença no Brasil. Segundo os pesquisadores, a eficácia da máscara é de 99% contra o vírus da Covid-19, incluindo as variantes Delta, Gama, Ômicron e Zeta, além do vírus Influenza A e Influenza B.

Leia mais:

Para desenvolver a máscara, os pesquisadores contaram com o auxílio da empresa brasileira de tecnologia Golden Technology. Em comunicado, o coordenador das análises, Edison Luiz Durigon, declarou que ter este acessório é importante para prevenir uma doença com alto índice de mortalidade, principalmente entre gestantes e idosos.

Segundo o CEO da Golden Technology, Sérgio Bertucci, a nova máscara não precisa ser trocada a cada três horas, como é o caso da máscara cirúrgica comum, mas tem uma proteção de 12 horas. De acordo com o executivo, isso garante pode diminuir significativamente o descarte dos acessórios na natureza.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Cientistas da USP criam máscara que inativa vírus da Covid-19 e da gripe apareceu primeiro em Olhar Digital.

Um novo tipo de coronavírus, que tem sido chamado informalmente de vírus Grimsö, foi encontrado em parte considerável de uma população de roedores. De acordo com os pesquisadores, este vírus pode se espalhar rapidamente entre os animais e até mesmo saltar para humanos.

Ainda não se sabe se o vírus Grimsö é ou não perigoso para os humanos, porém, segundo os cientistas, as descobertas são um bom lembrete de que é necessário monitorar esses patógenos na vida selvagem, em especial os que são transportados por animais que vivem próximos aos humanos.

“Com base em nossas observações e coronavírus anteriores identificados entre ratos do banco, há boas razões para continuar monitorando o coronavírus entre roedores selvagens”, diz o virologista Åke Lundkvist da Universidade de Uppsala, na Suécia.

Contato dos roedores com humanos tende a aumentar

Na Europa, não é incomum encontrar esses roedores tentando se abrigar do frio durante o inverno. Crédito: Frank Vassen/Shutterstock

As chamadas ratazanas do banco (Myodes glareolus) estão entre os roedores mais comuns do continente europeu e, por muitas vezes, seus caminhos se cruzam com o dos humanos. Além do Grimsö, eles também são hospedeiros do vírus Puumala, que causa uma febre hemorrágica em humanos.

Estes pequenos roedores costumam buscar refúgio em edifícios humanos quando experimentam condições adversas de temperatura, como o frio extremo. Isso aumenta significativamente o risco de contaminação por doenças que têm esses animais como hospedeiros.

Porém, por conta do ritmo acelerado das mudanças climáticas e da destruição do habitat das ratazanas do banco, é provável que a interação desses roedores com os humanos só aumente no futuro. Com isso em mente, desde 2015 os pesquisadores da Universidade de Uppsala têm observado esses animais.

3,4% de ratos infectados

Ao testar 450 ratazanas selvagens da região de Grimsö, a oeste de Estocolmo, 3,4% dos animais apresentaram resultados positivos para um tipo até então desconhecido de betacoronavírus. Este tipo de coronavírus, geralmente, é encontrado em roedores e morcegos, podendo pular para humanos.

Leia mais:

Os pesquisadores encontraram várias cepas distintas do vírus Grimsö circulando entre as populações de ratos do banco. Segundo os pesquisadores, há um mau sinal neste possível patógeno, já que ele apresenta características que o colocam como facilmente adaptável a novos hospedeiros e habitats.

Via: Science Alert

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Vírus Grimsö: novo tipo de coronavírus é encontrado em roedores na Europa apareceu primeiro em Olhar Digital.

Neste domingo (5), foram registradas oito mortes por Covid-19 no Brasil, segundo números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde. Foram registrados 6.266 casos nas últimas 24 horas, totalizando 667.005 casos acumulados. Ao longo da última semana, o país somou 79 óbitos por coronavírus e 29.394 casos da doença.   

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil: 

Casos:

6.266 no último período

31.159.335 acumulados

Óbitos

8 no último período

667.005 acumulados

Média móvel dos últimos 7 dias

29.394 casos

79 óbitos

#PainelConass Covid-19 

Data: 05/06/2022, 18h

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 157 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 86 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.

Leia também!

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 528 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,2 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra apenas oito mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.