Auto Added by WPeMatico

Um grupo de pesquisadores desenvolveu um novo spray fluorescente capaz de iluminar o tecido canceroso. Isso pode ajudar bastante os médicos que precisam realizar cirurgias de remoção de tumores, algo que pode ser bastante complicado em algumas ocasiões.

O prognóstico de pacientes de câncer que passam por cirurgias, em geral, é melhor se o cirurgião remover todo o conteúdo do tumor. Porém, em muitas ocasiões, é bem difícil dizer onde termina um tumor e onde começa o tecido saudável.

Hoje, os médicos tendem a usar a visão e o toque para identificar qual tecido é canceroso e qual não é, porém, essa abordagem acaba deixando passar alguns tumores menores ou células doentes que estejam nas margens entre um tumor e um tecido saudável.

Métodos muito invasivos

A cirurgia guiada por fluorescência pode deixar essa diferença mais clara para os cirurgiões. O método tem como base sondas fluorescentes que têm como alvo o tecido canceroso. Ao ter contato com as células tumorais, o spray produz luminescência, o que aumenta a sua visibilidade.

Hoje, já existem métodos que usam compostos fluorescentes na remoção de cânceres, mas não em spray. Por isso, esses compostos precisam ser administrados com alguma antecedência, o que exige um período de internação hospitalar mais longo, além de não revelarem tumores menores.

Outro ponto negativo é a necessidade de injeção de grandes doses desses compostos, o que exige uma lavagem para retirar o excesso de corante aplicado. Para otimizar esse processo, o professor Ching-Hsuan Tung e sua equipe pensaram em desenvolver um spray fluorescente.

Melhor um spray

Tumores iluminados por spray fluorescente
Spray foi capaz de iluminar tumores de até 1mm em apenas uma hora. Crédito: Ching-Hsuan Tung/ACS Sensors

Em um primeiro momento, a equipe de Tung usou um composto já existente. O produto permanece quase invisível em contato com o pH neutro de tecidos saudáveis. Porém, ao entrar em contato com o pH ácido dos tumores, apresenta uma fluorescência bastante intensa.

Este composto só funcionou da maneira esperada quando foi injetado, ao ser aplicado como spray, o produto não produziu os sinais desejados. Com isso, a equipe fez algumas alterações pontuais na composição química do produto, o que possibilitou a transformação em spray fluorescente.

Leia mais:

Após ser aplicado no local, o produto apresentou a fluorescência esperada e delineou as bordas dos tumores de camundongos em alguns minutos, sem a necessidade de lavagem posterior. Ao ser aplicado no abdômen, foi possível delimitar tumores de ovário com até 1mm de diâmetro.

Via: Medical Xpress

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Spray fluorescente facilita detecção de câncer em cirurgias apareceu primeiro em Olhar Digital.

Em um teste norte-americano, ao invés vez de transferir pacientes com AVC para um centro especializado, uma equipe viajou até o paciente para realizar uma cirurgia de emergência. Neste estudo, especialistas em AVC do Mount Sinai Health System desenvolveram um modelo chamado MIST para levar ao paciente um procedimento cirúrgico conhecido como trombectomia endovascular

Os medicamentos para dissolver coágulos sanguíneos em grandes vasos no cérebro ou que conduzem ao cérebro são eficazes em cerca de 15 a 20% dos casos. No entanto, a maioria dos pacientes com um grande bloqueio de vasos também requer trombectomia endovascular. 

A trombectomia endovascular é um procedimento cirúrgico usado para remover grandes coágulos sanguíneos em pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico agudo. Quase 90% dos acidentes vasculares cerebrais são isquêmicos, que são causados ​​por coágulos sanguíneos em uma artéria que bloqueia o fluxo sanguíneo normal e o oxigênio que leva ao cérebro. 

“Menos de 50% dos americanos têm acesso direto à trombectomia endovascular, os outros devem ser transferidos para um hospital com capacidade de trombectomia para tratamento, muitas vezes perdendo mais de duas horas de tratamento”, disse a coautora do estudo Johanna T. Fifi, MD , professora no departamento de neurocirurgia da Escola de Medicina Icahn no Monte Sinai na cidade de Nova York. 

De acordo com ela, “cada minuto é precioso no tratamento de derrame cerebral, e chegar a um centro que oferece trombectomia é muito importante. O modelo MIST resolveria isso, fornecendo acesso mais rápido a este procedimento que pode salvar vidas e reduzir incapacidades.”

Os pesquisadores examinaram os dados do ensaio MIST da cidade de Nova Iorque, focado em 226 pacientes com AVC que receberam trombectomia endovascular de janeiro de 2017 a fevereiro de 2020 em quatro hospitais dentro do Sistema de Saúde Mount Sinai (um é um centro certificado de AVC abrangente e três são capazes de trombectomia AVC centros). 

Do total, 106 pacientes foram tratados pela equipe do MIST, e 120 foram tratados usando o modelo de atendimento por gotejamento e envio, o que requer a transferência do paciente para um hospital com experiência em trombectomia endovascular.

Os padrões são tratar pacientes com medicamentos para dissolver o coágulo e, em seguida, transferir o paciente para um hospital com experiência para realizar trombectomia endovascular. Todos os pacientes na análise eram funcionalmente independentes antes de terem um acidente vascular cerebral.

“Os derrames geralmente progridem rapidamente e podem causar danos graves porque o tecido cerebral morre rapidamente sem oxigênio, resultando em graves deficiências de longo prazo ou morte”, explicou Fifi. Para ele, “avaliar e tratar pacientes com AVC significa que um maior número de progressão rápida são identificados e tratados.”

Fonte: Medical Xpress

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Equipe norte-americana testa cirugia mais rápida para pacientes com AVC apareceu primeiro em Olhar Digital.