Auto Added by WPeMatico

A Netflix anunciou nesta quarta-feira que perdeu quase 1 milhão de assinantes no período entre abril e junho, mas o cenário não é tão negativo quanto aparenta.

A perda divulgada é de 970 mil assinantes no trimestre em questão, previsão abaixo das expectativas de Wall Street, mas que evita o pior cenário projetado pela companhia.

A expectativa da Netflix em abril era pela perda de até 2 milhões de assinantes no segundo trimestre do ano, o que chocou investidores e criou dúvidas quanto ao crescimento da companhia, causando a queda na valorização da Netflix. Mas o cenário atual não é tão catastrófico quanto a expectativa inicial da empresa.

Por outro lado, por mais que os cancelamentos no segundo semestre do ano não tenham sido num número tão alto como o esperado – 970 mil contra 2 milhões – a Netflix estima que adicionará cerca de 1 milhão de assinantes no terceiro trimestre, número bem abaixo das expectativas de Wall Street, que giram em torno de 1,84 milhão de novos assinantes, segundo dados da Refinitiv.

De acordo com a Netflix, em carta para os acionistas, a queda no período foi atribuída a fatores como compartilhamento de senhas, competição e crise econômica. Apesar do período negativo, a Netflix segue como o maior serviço de streaming do mundo, contabilizando mais de 220 milhões de assinantes.

Apesar dos números negativos, as ações da Netflix tiveram alta no mercado visto que a previsão da companhia representa um retorno de crescimento de assinantes. Assim, os papéis que acumulam queda de 67% neste ano por preocupações quanto ao crescimento da gigante dos streamings, subiram em 7% após a divulgação do balanço.

Um ponto importante é que a Netflix tem planos, ao lado da Microsoft, para o lançamento de um serviço com exibição de propaganda no próximo ano.

Leia mais:

Recentemente, a Netflix anunciou que cobrará adicional de usuários que acessarem suas contas de mais de uma residência em cinco países latino-americanos: Argentina, República Dominicana, Honduras, El Salvador e Guatemala. No Brasil tal regra não será adotada.

A Netflix teve lucro por ação de US$ 3,20 (R$ 17,20) no segundo trimestre deste ano, o que representa 9% de crescimento apesar da valorização do dólar. Quando o efeito cambial é desconsiderado, este faturamento teria crescido para 13%.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Netflix divulga perda de quase 1 milhão de assinantes entre abril e junho apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Brasil teve 114 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde neste sábado (11). No mesmo período, o país também registrou cerca de 28 mil casos da doença causada pelo SARs-CoV-2.

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:

  • 114 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 27.796 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 668.074 óbitos acumulados;
  • 31.445.137 casos confirmados no total;
  • Média móvel de 154 mortes e 41.724 casos nos últimos 7 dias.

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o país só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, quase 160 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo e 88 milhões já tomaram pelo menos a primeira dose de reforço.

Leia também:

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou quase 535 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,3 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 114 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Brasil teve 16 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde neste domingo (1º). O país também registrou pouco mais de 6 mil casos da doença causada pelo SARs-CoV-2.

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:

  • 16 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 6.263 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 663.513 óbitos acumulados;
  • 30.454.499 casos confirmados no total;
  • Média móvel de 124 mortes e 15.005 casos nos últimos 7 dias.

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o Brasil só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 154 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo.

Leia mais:

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou mais de 513 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,2 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 16 mortes por Covid-19 e mais de 6 mil casos nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Brasil teve 87 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde neste sábado (30). O país também registrou pouco mais de 15 mil casos da doença causada pelo SARs-CoV-2.

Confira os números atualizados da Covid-19 no Brasil:

  • 87 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 15.194 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 663.497 óbitos acumulados;
  • 30.438.236 casos confirmados no total;
  • Média móvel de 127 mortes e 14.655 casos nos últimos 7 dias.

A Covid-19 no Brasil

Após chegar ao Brasil em março de 2020, o vírus da Covid-19 se espalhou rapidamente. Pouco mais de dois anos e meio depois da chegada da pandemia no país, foi alcançada a assustadora marca de 600 mil mortes

Com momentos de alta e de baixa nos novos casos e no número de mortes, o Brasil só teve um cenário de melhora na pandemia após o avanço da vacinação. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 153 milhões de pessoas já estão com o esquema vacinal completo.

Leia mais:

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou mais de 513 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado mais de 2 anos após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019. O número de mortos por Covid-19 no mundo já ultrapassou 6,2 milhões

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Brasil registra 87 mortes por Covid-19 e mais de 15 mil casos nas últimas 24 horas apareceu primeiro em Olhar Digital.