Com o objetivo de manter a privacidade das pessoas segura, o Facebook conta com vários recursos para proteger seus usuários. Um deles é o bloqueio do perfil de alguém que esteja sendo inconveniente ou que venha protagonizando diversos tipos de problemas nas conversas na rede social. Dessa maneira, você pode ter controle sobre quais pessoas poderão acessar o seu perfil, mantendo afastadas as pessoas que não merecem a sua atenção.

Ao bloquear um contato, a pessoa não poderá mais acessar o seu perfil, seja por meio de links ou através da busca. Além disso, a pessoa também não conseguirá visualizar suas postagens, mesmo que estejam públicas. As funções de comentar e curtir as publicações também ficarão vetadas.

Passo a passo para bloquear alguém no Facebook

Primeiramente, você deverá acessar o perfil da pessoa que deseja bloquear. Clique no botão com os três pontinhos que fica no canto inferior direito da imagem.

Após clicar nos três pontinhos, uma caixa com vários recursos aparecerá. Aí basta você clicar em bloquear.

Ao clicar em bloquear, uma nova janela com um aviso de bloqueio surgirá em sua tela. Trata-se de mensagens informando o que acontecerá caso você prossiga com a decisão. Caso a sua escolha seja se afastar dessa pessoa, basta confirmar o bloqueio.

É possível também apenas limitar o que você compartilha com essa pessoa, vendo menos conteúdo dela no Facebook, o que contribuirá para uma pausa na interação. Agora, se o bloqueio for concretizado, a interação estará totalmente cortada.

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Descubra como bloquear uma pessoa no Facebook apareceu primeiro em Olhar Digital.

Para quem não sabe, “Jurassic World: Domínio” é a próxima sequência da franquia Jurassic e infelizmente encerra o ciclo de quase 30 anos dos famosos dinossauros – pelo menos até segunda ordem. Por este motivo, a produção é uma das mais esperadas pelos fãs, já que reúne a geração Jurassic Park dos anos 1990 e o grupo da trilogia World, a reinicialização lançada em 2015. 

T-Rex em Jurassic Park
“Jurassic World”: com cenas de ação impressionantes, franquia se despede de forma reflexiva e emocionante. Imagem: © 2012 – Universal Pictures

O longa chega aos cinemas apenas em 10 de junho, mas a venda de ingressos para a pré-estreia já está disponível e a sessão deve ocorrer no dia 2 do mesmo mês – próxima quinta-feira. No entanto, de forma antecipada a Universal liberou uma sessão exclusiva para a imprensa, a qual o Olhar Digital pôde conferir com exclusividade. “Jurassic World 3” segue diretamente os eventos de “Jurassic World: Reino Ameaçado”, de 2018, e “Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros”, de 2015. Acompanhe o texto e confira o que achamos do filme!

“Domínio” é, sem sombra de dúvida, o que chamamos de baita filmão. Primeiro ponto a ser destacado, é claro, é o reencontro da turma da trilogia original, que conta com Sam Neill, Laura Dern e Jeff Goldblum. A reunião causou um clima de nostalgia dentro da sala de cinema – algo parecido com o efeito do encontro dos três Homem-Aranha em “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”. Já no caso da junção do grupo veterano com Chris Pratt e Bryce Dallas (atores da geração atual), talvez tenha faltado um clímax maior, mas considerando a qualidade do filme em todos seus aspectos isso não afetou em nada o resultado ou expectativa dos fãs. 

Novo pôster oficial de “Jurassic World: Domínio”. Divulgação/Universal Pictures

Ação e emoção, essas são as duas palavras que definem “Jurassic World 3”. Arrisco dizer que nenhuma sequência anterior viu tantas cenas de ação, daquelas que você não dispersa em nenhum momento. Vale destacar aqui a estreia de DeWanda Wise, a atriz é um verdadeiro deleite em grande parte das tomadas mais aventureiras. É bom – e divertido – ressaltar também que, dessa vez, Dallas, a Claire da geração World, não correu de salto alto durante todo o filme – em “Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros” a cena final virou meme na internet após ela surgir de salto alto agulha após correr ‘uma maratona’ ao fugir dos dinossauros. 

Por outro lado, em uma despedida à altura, a famosa T-Rex retornou poderosa e feroz como sempre, e fazendo referências ao emblema dos filmes anteriores – o fã raiz vai identificar isso. Outra palavra que também caracteriza o longa é humor, além de romance. Seguindo a dinâmica dos outros, a produção é recheada não apenas de referências, mas de ‘piadocas’ e a dose perfeita de romance – nada daquilo que os fãs já não saibam ou esperam.

Leia mais!

No quesito técnico, “Domínio” mostrou o avanço da tecnologia em efeitos gráficos, algo reforçado a cada sequência. Junto à criatividade dos produtores, o longa estabeleceu um novo patamar de dinossauros que surgiram agora muito maiores, mais reais e mais incríveis – além de mais agressivos. 

E entrando neste tópico posso arrematar este texto – com máximo esforço para não dar spoilers – falando sobre o enredo. Toda a franquia dos dinossauros de Jurassic, na verdade, sempre abordou uma pauta atual e de extrema relevância: a importância de respeitar os animais, manter o equilíbrio ecológico e dosar o uso da tecnologia. Isso não poderia ser diferente no último filme da história dos répteis, que diz muito sobre sociedade, responsabilidade e consequências de escolhas. 

Conforme já revelou a sinopse de “Jurassic World: Domínio” – que você confere abaixo junto com o trailer – o filme apresenta um descontrole ambiental e como moral da história deixa uma lição sobre a necessidade de se aprender a coexistir com outras espécies, já que elas dependem de nós tanto quanto nós dependemos delas. Dirigido por Colin Trevorrow, em suma, o terceiro filme da atual trilogia e último da franquia vale cada minuto do seu tempo no cinema – principalmente nas salas IMAX, que te darão uma experiência ainda mais imersiva. 

“Jurassic World 3” é ambientado anos após “Jurassic World: Reino Ameaçado”, de 2018. O longa irá mostrar a ilha Isla Nublar destruída e com as diversas feras pré-históricas vagando e caçando ao lado de humanos, o que as duas gerações tentarão, juntas, consertar mais uma vez.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal! 

O post “Jurassic World 3”: recheado de ação, filme encerra franquia de forma reflexiva e emocionante apareceu primeiro em Olhar Digital.

A fabricante sueca Candela é conhecida por seus barcos elétricos de alta performance. Em 2019, por exemplo, lançou o C-7, que ganhou diversos prêmios e chegou a participar da SailGP, um campeonato considerado como uma espécie de Fórmula 1 da vela. Agora, nesta segunda-feira (30), a empresa lançou o P-8 Voyager, um modelo elétrico que chega para levar o transporte marítimo a um novo nível.

Com 8,6 m de comprimento e 2,5 m de largura, o barco possui casco de fibra de carbono e é alimentado por um motor elétrico Candela C-POD de 50 kW. Não por acaso, ele foi revelado no Salone Nautico, em Veneza (Itália): quase 100% silencioso e projetado de uma forma que não deixa rastros, o barco pode ser uma ótima opção de táxi aquático em áreas sensíveis a esteiras de embarcações, como são os canais na cidade italiana. A Candela afirma, neste sentido, que a esteira deixada pelo Voyager não é superior ao de uma gôndola, a tradicional embarcação veneziana.

Vamos, porém, para os números: com o hidrofólio ativo, o P-8 Voyager levanta em torno de 5 cm de altura — o que ajuda os recifes e os litorais contra danos. Além disso, segundo a Candela, ondas de 1 m de altura “dificilmente serão perceptíveis aos passageiros” porque um computador de bordo ajusta continuamente o ângulo do foil, ajustando rolagem, inclinação e altura 100 vezes por segundo para garantir estabilidade.

O P-8 Voyager possui capacidade para seis convidados e dois tripulantes. Dependendo da configuração do modelo, ele pode vir com ar condicionado ou calefação. Também pode oferecer uma pegada de iate aberto durante os verões, com o teto solar deslizando para trás.

Barco P-8 Voyager
Candela/Divulgação

Autonomia de quase 100 km

Além do conforto e do silêncio, o P-8 Voyager também fornece bons atributos em termos de desempenho. De acordo com a Candela, ele possui uma autonomia quatro vezes maior do que os melhores barcos atualmente no mercado, viajando por mais de 92 km com uma única carga a velocidade de 22 nós (40 km/h). Sua velocidade máxima é de 30 nós (56 km/h).

Graças ao sistema retrátil C-Foil, o P-8 Voyager também pode ser usado como um barco convencional quando o hidrofólio estiver indisponível por questões climáticas. A brincadeira, no entanto, custa caro: já em pré-venda, o barco elétrico sai pela bagatela de 450 mil euros (cerca de R$  2,3 milhões).

Crédito da imagem principal: Candela/Divulgação

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post P-8 Voyager: um barco elétrico com 50 kW de potência que mal toca a superfície da água apareceu primeiro em Olhar Digital.

Durante um tour recente pela Starbase, a plataforma de lançamento da Starship e seu foguete propulsor Super Heavy, o CEO da SpaceX, Elon Musk, revelou os primeiros detalhes técnicos da segunda geração de satélites Starlink. De acordo com o bilionário, a ‘Gen2’ vai superar significativamente a linha atual em quase todos os quesitos.

Elon Musk em recente tour pela Starbase. Na ocasião, o empresário revelou alguns detalhes sobre os satélites Starlink de segunda geração. Imagem: Everyday Astronaut – Reprodução YouTube

Cada satélite Starlink Gen2/V2.0 vai pesar em torno de 1,25 tonelada e terá cerca de sete metros de comprimento, segundo Musk. Os satélites Starlink V1.0 e V1.5, da primeira geração, pesam cerca de 260 e 310 kg, respectivamente. Isso quer dizer que os novos serão quase cinco vezes maiores do que os satélites V1.0 e terão quatro vezes o tamanho dos satélites V1.5.

Ele também afirmou que os satélites V2.0 serão “quase uma ordem de magnitude mais capaz” do que os da geração 1, mas não mencionou números. Acredita-se que os satélites Starlink V1.0 tenham uma largura de banda total de 18 gigabits por segundo (18 Gbps), e os V1.5, um pouco mais. 

Rumores sugerem que é possível que cada satélite V2.0 venha adicionar cerca de 140 a 160 Gbps à megaconstelação Starlink.

Combinado com o fato de que a Starship pode vir a oferecer cerca de 10 vezes mais desempenho ao lançamento de satélites do que o Falcon 9, uma única missão do superfoguete poderia teoricamente expandir a capacidade total da rede cerca de vinte vezes mais do que os lançadores atuais.

Por exemplo, cada lançamento Falcon 9 de 60 satélites Starlink V1.0 de 60 kg adicionou cerca de 1080 Gbps de largura de banda instantânea à constelação. Um lançamento da Starship de 120 satélites Starlink V2.0 de 1250 kg poderia adicionar cerca de 19.000 Gbps (19 terabits por segundo).

Leia mais:

Uma constelação de 30 mil satélites Starlink V2.0 – se espaçados uniformemente ao redor da Terra – poderia ter uma largura de banda total de aproximadamente 1250 terabits por segundo (Tbps) disponíveis sobre o planeta (excluindo a Antártica) a qualquer segundo. Isso significa que a Starlink ‘Gen2’ poderia servir centenas de milhões de usuários localizados em qualquer lugar do mundo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Elon Musk revela detalhes técnicos da segunda geração de satélites Starlink apareceu primeiro em Olhar Digital.

A Samsung está se preparando para lançar a próxima geração de seus smartphones dobráveis, com o Galaxy Z Fold 4 e o Z Flip 4, e o design e especificações do primeiro vazaram hoje, assim restam poucas surpresas para o lançamento.

De acordo com o tweet abaixo, o Z Fold 4 terá o recém-lançado Snapdragon 8+ Gen 1 com 12 ou 16 GB de RAM e 256 ou 512 GB de capacidade.

Como previsto, a tela AMOLED externa mantém as 6,2 polegadas, mas tem outro formato, mais largo. Assim, ela deve ser bem mais fácil de usar do que a do Z Fold 3. A tela AMOLED interna também segue com 7,6 polegadas com taxa de atualização de 120Hz.

Como previsto, tela externa do Z Fold 4 deve ter novo formato
Como previsto, tela externa do Z Fold 4 deve ter novo formato / Imagem: Smartprix/Onleaks

Ainda segundo as informações, a câmera sob a tela dessa tela será mantida, mas melhorada, passando de 4 MP para 16 MP, um belo avanço. A câmera selfie da tela externa será de 10 MP.

Câmeras do Z Fold 4 serão atualizadas

Novo design do Z Fold 4 revelado com algumas especificações
Novo design do Z Fold 4 revelado com algumas especificações / Imagem: Smartprix/Onleaks

Além do novo design com tela externa mais larga, a maior diferença do novo Galaxy Z Fold 4 deve ser o seu conjunto de câmeras, que pelo visual, lembra muito o do S22 Ultra, mas os sensores não devem ser os mesmos.

O conjunto de câmeras deve ter uma câmera principal de 50 MP e duas câmeras de 12 MP, uma ultrawide e outra telefoto com zoom de 3x. A bateria deve ser de 4400 mAh com carregamento de 25W.

As imagens do Z Fold 4 são do site Smartprix em parceria com nosso velho conhecido Onleaks, ou Steve Hemmerstoffer.

Leia também:

Via SmartPrix e Sparrows News

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Galaxy Z Fold 4 tem design e especificações reveladas em vazamento apareceu primeiro em Olhar Digital.

Nesta quarta-feira (1°) a nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH) começará a ser emitida. O novo formato está “mais moderno”, possibilitando o uso de nome social e da filiação afetiva do condutor. Segundo a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), as novidades visam cumprir determinações legais.

O documento também poderá ser utilizado em terminais de autoatendimento nos aeroportos brasileiros, visto que será incorporado o código internacional utilizado nos passaportes. As informações impressas estarão em português, inglês e francês, facilitando o uso da CNH em outros países.

Leia mais…

No mundo digital em que as empresas operam hoje, alguns processos de negócios são entregues por Trusted Advisors em um modelo como serviço (aaS) para que as organizações possam se especializar no desenvolvimento dos produtos/serviços que oferecem, e a aquisição de capacidades de cibersegurança não é exceção a essa tendência.

Leia mais…

O Google Agenda é um serviço de agenda e calendário da Google que pode ser utilizado de forma gratuita para organizar sua rotina. A partir dele, é possível criar eventos, convidar amigos para reuniões e até mesmo programá-lo para lembrar do vencimento de  suas contas próximas, por exemplo.  

Com intuito de ajudar nossos leitores a conhecer e utilizar a plataforma, preparamos um tutorial de como criar, editar e excluir eventos no Google Agenda.

Leia mais…

Para começar esta conversa, convido você, leitor, a pensar em dois produtos televisivos que se tornaram verdadeiros fenômenos – o primeiro no contexto brasileiro, o segundo em âmbito mundial.

Em março, a Globo estreou o seu remake da novela Pantanal, um grande sucesso exibido em sua primeira versão na finada rede Manchete em 1990. Quem já tinha idade suficiente para acompanhar novelas nesta época sabe: Pantanal mobilizou os brasileiros que acompanharam os 216 episódios da trama que envolvia José Leôncio, Juma, Jove, Madeleine e tantos outros personagens marcantes.

Leia mais…

O Instagram lançou recentemente os avatares 3D oficiais da plataforma no Brasil. Inspirada no conceito de metaverso da Meta, a nova solução também vem para competir com os Bitmojis, figurinhas personalizadas que pertencem ao Snapchat e podem ser utilizadas em outros apps.

Enquanto a distribuição dos avatares do Instagram ainda é gradativa, a rede social já permite criar e customizar um avatar para cada conta. Veja abaixo um tutorial de como criar um avatar do Instagram e onde utilizá-lo.

Leia mais…