O Telegram está encerrando o ano de 2021 com mais uma atualização. Entre tantas novidades do aplicativo, as novas ferramentas englobam o texto oculto para evitar spoilers. Ou seja, se você é daquelas pessoas que ama contar detalhes de filmes e faria uma boa sinopse de ‘Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa’ é possível agora selecionar qualquer parte da sua mensagem antes de enviar e assim, ocultará o texto no chat.

Outra novidade do Telegram são as reações do estilo iMessage, sendo assim você pode tocar duas vezes em qualquer mensagem para enviar uma reação positiva. Já se tocar uma vez – ou tocar e segurar no iOS – será possível selecionar outro emoji, sorriso, fogo, um rosto chocado ou polegar para baixo, por exemplo.

Além disso, também tem como alterar o emoji com toque duplo padrão nas configurações de chat no Android e na parte de adesivos e emojis nas configurações do iOS. Enquanto isso, em conversas privadas, as reações estão sempre ativadas e em grupos, os administradores podem decidir se devem ativá-los e quais reações os outros membros podem escolher.

Pessoa mandando mensagem no Telegram
Crédito: Kaspars Grinvalds/Shutterstock

Na leva de atualizações, o Telegram também adicionou a opção de tradução útil. Portanto, por meio das configurações de idioma, você pode ativar a tradução. A ferramenta está disponível em todos os dispositivos Android, só que os usuários de iPhone e iPad precisarão executar o iOS 15 ou posterior pois o número de idiomas que depende do seu sistema operacional.

Os usuários podem gerar códigos QR para qualquer pessoa com um nome de usuário público e assim, podem tocar no ícone do código QR ao lado do nome e selecionar as cores e o padrão antes de compartilhar em outro lugar. 

No início de 2021, o Telegram lançou o recurso de vídeos chamadas em grupos e transmissões ao vivo com capacidade ilimitada. Por outro lado, alguns relatórios sugerem que houve um aumento no nível de atividade cibercriminosa na rede social.

Leia também:

Fonte: Engadget

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Antes do ano acabar, Telegram adiciona reações no estilo iMessage e texto oculto apareceu primeiro em Olhar Digital.

O balanço divulgado na última quarta-feira (30) pelo Ministério da Saúde demonstra que foram contabilizados 128 casos da Ômicron no Brasil, a nova variante da Covid-19 que está colocando diversos países em estado de alerta.

A atualização ocorre depois da quarta-feira (29), que foi sem mudanças no índice de diagnósticos de Covid-19 causados pela variante Ômicron. Sendo assim, as infecções foram registradas em: Goiás (38), Santa Catarina (38), São Paulo (27), Minas Gerais (16),  no Ceará (3), no Rio Grande do Sul (3), no Distrito Federal (1), no Rio de Janeiro (1) e no Espírito Santo (1).

Além disso, de acordo com a pasta, 298 casos estão em investigação, com 16 no Distrito Federal, 23 no Rio Grande do Sul, 23 em Santa Catarina, 113 no Rio de Janeiro e 114 em Minas Gerais.

Boletim dos casos da Ômicron do dia 30/12/2021
Fonte: Ministério da Saúde

Leia também:

Ômicron: duas doses das vacinas não produzem anticorpos o suficiente

o Ministério da Saúde informou que a vacinação de crianças de idade de 5 a 11 anos contra a Covid-19 deve começar a partir de janeiro de 2022. Através de uma nota, a pasta declarou que a recomendação é para inclusão da faixa etária no Plano Nacional de Imunização. 

De acordo com o ministério, a posição favorável à vacinação pode ser formalizada logo no começo do próximo ano, no dia 5 de janeiro, depois do fim do prazo da consulta pública aberta para tratar da questão.

“A recomendação do Ministério da Saúde é pela inclusão das crianças de 5 a 11 anos na Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), conforme posicionamento oficial da pasta declarado em consulta pública no dia 23 de dezembro e reforçado pelo ministro da Saúde em manifestações públicas”, divulgou a nota. 

Ômicron Japão
Japão confirma primeiro caso da Ômicron. Imagem: Shutterstock

Para saber mais, acesse a reportagem completa no Olhar Digital.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Ômicron: cresce para 128 número de casos da variante da Covid-19 no Brasil apareceu primeiro em Olhar Digital.

Não é parte do noticiário policial, mas serve para ter uma ideia do que aconteceria se fosse. Um Ford Explorer modificado para especificações da polícia (e carros da polícia nos EUA quase sempre são mexidos para maior performance), e um Tesla Model Y disputaram uma prova de arrancada (drag racing).

O canal Wheels registrou o racha entre o carro elétrico e o carro do xerife do Condado Jefferson, Colorado. A prova foi o tradicional quarto de milha (402 m).

O carro da polícia até mesmo ligou suas sirenes mas o resultado… não deve surpreender ninguém. O carro da polícia ganhou de longe no quesito barulho, se serve de consolo.

O Tesla marcou 12,395 segundos no quarto de milha da arrancada, com velocidade final (trap speed) de 111,06 mph (178,73 km/h). O Ford Explorer terminou 15,748 segundos e atingiu uma velocidade final de 88,57 mph (142,53 km/h).

Não foi só o Tesla na arrancada

Mas, para quem não viu ainda o vídeo, há um surpresa: não é só o Tesla contra a polícia, um Chevrolet Camaro ZL1 também disputa. E o Camaro, aí sim, bateu o Explorer tanto em som quanto em velocidade: foi melhor que o Tesla Model Y e marcou 12,318 segundos com final de 118,12 mph (190,02 km/h).

O Camaro vencer o Tesla Model Y na arrancada também não é surpresa: não é o carro mais potente da Tesla. Ele faz de 0 a 100 km/h em respeitáveis 3,7 s, mas isso é o dobro do recorde universal de 1,9 s do Model S Plaid. Seu 0 a 100 é em 3,5 s, o que é compatível com o visto na arrancada.

A polícia dos EUA, aliás, está correndo atrás desse prejuízo. O Departamento de Polícia de Nova York anunciou a compra de 184 Mustangs Mach-E, que empata com o Camaro em 3,5 s de 0 a 100 km/h, na sua Performance Edition.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Assista: Tesla Model Y disputa arrancada com carro de polícia apareceu primeiro em Olhar Digital.

A Samsung vai apresentar o primeiro fruto de sua parceria com a AMD, já na primeira quinzena de janeiro. A divulgação aconteceu em uma publicação na conta oficial da marca asiática no Twitter, e o aparelho com gráficos produzidos pela empresa conhecida pelas placas Radeon deve ser a variante da família Galaxy S22 com chip Exynos.

O trabalho conjunto entre Samsung e AMD não é nenhum segredo, as duas empresas já divulgaram esse esforço e isso aconteceu não faz muito tempo. Mesmo com tanto empenho de ambos os lados, o primeiro produto como resultado dessa parceria ainda não apareceu, mas isso deve mudar já no mês que vem.

Leia também

“O mercado de jogos está prestes a ficar sério. Fique de olho no próximo Exynos com uma nova GPU, criada a partir do RDNA 2”, diz a publicação. O RDNA 2 é uma arquitetura gráfica utilizada pela AMD em suas placas e que também está presente, neste momento, nos consoles PlayStation 5 e Xbox Series X.

Exynos com GPU AMD chega depois da concorrência

Como o chip Exynos está vinculado com essa arquitetura RDNA 2, fica claro que no dia 11 de janeiro a Samsung mostrará seu primeiro fruto da parceria com a AMD. Ele será o terceiro grande lançamento para SoC, já que a Qualcomm mostrou seu trabalho com o Snapdragon 8 Gen 1 e a MediaTek divulgou o Dimensity 9000.

Rumores apontam que o novo Exynos com GPU da AMD, provavelmente o Exynos 2200, estará em todos os smartphones da família Galaxy S22. Estes celulares topo de linha ainda devem chegar em duas variantes no mercado internacional, onde alguns países terão o aparelho com o Snapdragon 8 Gen 1, para outros apenas com o chip da própria Samsung.

O Exynos 2200 deve apresentar um núcleo Cortex-X2, três Cortex-A710 e mais quatro Cortex-A510. A nova GPU com base na arquitetura RDNA 2 deve ser capaz de lidar com HDR em jogos, além de reflexos e iluminação com ray tracing. O chip certamente trará conectividade 5G e melhorias para o processador de imagens – chamado de ISP, em inglês.

Via: XDA-Developers.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Samsung anunciará chip Exynos com GPU AMD no dia 11 de janeiro apareceu primeiro em Olhar Digital.

Enquanto aguarda a aprovação ambiental por parte da autoridade de aviação civil dos EUA, a SpaceX mais uma vez ligou os motores da Starship SN20, fazendo a nave orbital passar – com sucesso – por mais um teste de disparo estático.

Esse tipo de teste envolve todo o processo de ignição do veículo avaliado, exceto o lançamento aéreo. A grosso modo, a explosão dos motores acontece normalmente, mas o veículo não sai do chão.

Leia também

A Starship SN20 (Serial Number 20) é o protótipo mais avançado da nave de classe orbital da empresa de Elon Musk. É ela que deve executar o primeiro voo oficial em caráter de teste da linha Starship, a fim de assegurar que o veículo cumpra aquilo que sempre prometeu: conduzir viagens de longa distância pelo espaço e retornar à Terra.

Musk, inclusive, vinha antecipando a vontade de executar esse teste desde pelo menos junho deste ano, entretanto, complicações relacionadas a licenças ambientais acabaram adiando o processo. Finalmente prometendo um lançamento “até o fim de 2021” e, depois, “entre janeiro e fevereiro de 2022”, a SpaceX se viu forçada a adiar a ocasião mais uma vez, para pelo menos abril, por causa de atrasos processuais na Administração Federal de Aviação dos EUA.

O teste mais recente pode ter envolvido todos os seis motores Raptor de propulsão acoplados à Starship, embora a SpaceX ainda não tenha confirmado os detalhes técnicos. Por ora, a empresa vem mantendo o silêncio, então ainda não há informações sobre quantificações de força ou outros detalhes numéricos. Vale lembrar que, em novembro deste ano, a Starship SN20 passou por um teste de disparo estático anterior, confirmadamente com os seis motores Raptor acionados.

A Starship consiste de dois conjuntos – ambos com intenção de serem totalmente reutilizáveis: o massivo foguete Super Heavy e a nave orbital que dá nome ao projeto. A ideia é desenvolver um sistema de transporte de cargas – tripulação e/ou recursos – para a Lua, Marte e além.

Protótipos anteriores da Starship já voaram e pousaram (e explodiram) antes, mas nunca em caráter orbital: o voo mais alto foi a aproximadamente 10 quilômetros (km) de altura. Mais além, todos os lançamentos anteriores foram feitos com menos propulsores Raptor (em média, três motores de seis acoplados foram acionados) e nenhum deles foi acompanhado do Super Heavy.

A SpaceX indica que tudo o que falta para a execução do primeiro teste completo está no lado da FAA, e que, após a realização do primeiro teste, todos os outros poderão ser conduzidos em rápidas sequências. No caso da SN20, o Super Heavy a levará até a órbita e cairá no Golfo do México minutos depois do lançamento, enquanto a nave em si seguirá ao espaço e retornará em queda no mar próximo à ilha de Kauai, no Havaí.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Starship SN20 é acionada mais uma vez em novo teste de disparo estático apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Roku é um aparelho que transforma TVs em Smart TVs e possibilita assistir a mais de cinco mil canais gratuitos e pagos, como Netflix, Globoplay, Apple TV+, Spotify, Telecine, entre outros. Contudo, ele não é o único aparelho capaz de permitir que sua TV comum seja convertida para uma TV inteligente com internet.

Com esses dispositivos, os usuários podem assistir filmes, séries e programas por streaming em televisores de todos os tamanhos — inclusive, o acessório também pode ser uma boa opção para as TVs mais antigas, com aplicativos desatualizados.

Leia mais…

Citando uma fonte interna da indústria, o jornal The Korea Economic Daily anunciou, na semana passada, que a Hyundai Motor Co, a maior montadora da Coreia do Sul, vai parar de fabricar motores de combustão interna. Os esforços do centro de pesquisa e desenvolvimento da fabricante, localizado em Namyang, serão concentrados agora apenas no desenvolvimento de carros elétricos.

Com cerca de 12 mil pesquisadores, a equipe de P&D de motores da Hyundai foi criada em 1983 pelo falecido fundador do grupo, Chung Ju-yung, avô de Chung Euisun, atual presidente da empresa. A ideia do patriarca era que a empresa fabricasse o seu próprio motor, o que foi conseguido somente em 1991, com o lançamento do Alpha, logo seguido pelo Beta, o Theta e os atuais modelos Nu.

Leia mais…

O pouco suporte prestado a celulares antigos da BlackBerry está prestes a acabar. Em comunicado oficial publicado pela empresa, a fabricante relembra a seus consumidores que, a partir de 4 de janeiro de 2022, serviços essenciais para o funcionamento de aparelhos munidos de seus sistemas operacionais serão permanentemente descontinuados. Isso tornará as unidades inutilizáveis.

Ainda segundo a companhia, o movimento, anunciado já em setembro de 2020, afetará os seguintes produtos: BlackBerry 10 (lançado em 2013), BlackBerry PlayBook OS 2.1, BlackBerry 7.1 OS e suas versões anteriores.

Leia mais…

O Grupo Lapsus, responsável pelo ataque ao Ministério da Saúde, reivindicou um suposto ataque cibernético aos sistemas da operadora Claro na tarde desta quinta-feira (30). De acordo com publicação realizada no Telegram e contato com o TecMundo, o grupo afirmou que teve acesso ao sistema interno da operadora.

Leia mais…

Do survival horror ao terror psicológico, existe uma grande diversidade de games assustadores que podem divertir os aficionados pelo macabro. Porém, alguns títulos de outros gêneros também contêm cenas de puro medo ou desconforto, seja em uma missão específica ou até mesmo através de um easter egg. 

Com isso em mente, separamos uma lista com nove momentos assustadores em jogos que não se terror, mas que com certeza conseguiram apavorar os jogadores em algum momento. Confiram a seguir:

Leia mais…