Um estudo do Instituto Pasteur, na França, indicou que a vacina da Pfizer contra a Covid-19 é menos eficiente contra a variante B.1.617, também chamada de variante indiana, do Sars-Cov-2, o vírus que causa a Covid-19. Contudo, o imunizante ainda possui eficácia contra esta cepa, que é mais transmissível que a cepa original, além de, potencialmente, mais mortal.

“Apesar da eficácia ligeiramente diminuída, a vacina Pfizer provavelmente protege contra a variante indiana, de acordo com os resultados dos testes de laboratório”, declarou o diretor do Instituto Pasteur e co-autor do estudo, Olivier Schwartz, ao Medical Xpress. Por enquanto, a pesquisa foi publicada como um preprint no site BioRxiv e ainda precisa ser revisada por pares para poder ser validado.

Uma idosa recebendo a injeção da vacina contra o coronavírus por uma enfermeira
Efetividade da vacina da AstraZeneca contra a variante indiana é relativamente mais baixa. Crédito: Peruphotart/Shutterstock

Para realização dos testes, os pesquisadores coletaram amostras de 28 profissionais de saúde da cidade de Orleans, na França, sendo que 16 deles haviam recebido duas doses do imunizante da farmacêutica estadunidense e os outros 12 tinham recebido apenas uma dose da vacina da AstraZeneca.

AstraZeneca tem eficácia menor

Os voluntários que haviam recebido duas doses da Pfizer tiveram uma redução de cerca de 30% em seus anticorpos contra a B.1.617, porém, elas ainda estavam protegidas contra a nova cepa. “A situação era diferente com a vacina AstraZeneca, que induziu níveis particularmente baixos de anticorpos contra a variante indiana”, disse o estudo.

Leia mais:

De acordo com Schwartz, pacientes que receberam as duas doses do imunizante da Pfizer tiveram a reativação de anticorpos em nível suficiente para proteção contra a variante B.1.617. Porém, essa proteção é entre 30% e 60% menor em comparação com o número de anticorpos gerados contra a variante B 117, ou variante britânica. “O estudo mostra que a variante indiana adquiriu resistência parcial aos anticorpos”, disse o pesquisador.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Vacina da Pfizer é menos eficiente contra variante indiana, aponta estudo apareceu primeiro em Olhar Digital.

A mucormicose se tornou um problema na Índia, que registrou um aumento exponencial de casos e decretou emergencia de saúde pública. Também conhecido como “fungo negro“, o patógeno está presente em todo o mundo e geralmente um sistema imunológico saudável consegue lidar sem que os sintomas se manifestem. No entanto, em pacientes com Covid-19, a doença pode aparecer em um quadro potencialmente perigoso.

Agora, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) e a prefeitura de Joinville investiga um caso suspeito de mucormicose em um paciente de 52 anos que teve Covid-19. O homem foi internado em um hospital participar e testou positivo para o vírus em fevereiro.

O documento ainda cita que o paciente possui um histórico de comorbidades, diabetes mellitus e artrite reumatoide. A maior incidência de mucormicose na Índia foi justamente em pacientes com diabetes e Covid-19, dois dos fatores de risco para o fungo.

Importante ressaltar que o caso ainda não foi confirmado e o estado de saúde do paciente foi compartilhado apenas entre o Ministério da Saúde e o estado. Também não há uma previsão de quando o diagnóstico deve sair.

O morador de Santa Catarina apresentou sintomas da mucormicose em março. No dia 20 de fevereiro, ele passou por um teste que confirmou o diagnóstico de Covid-19. Cerca de um mês depois ele foi internado em função de uma fraqueza generalizada e começou a apresentar sintomas do fungo. No dia 26 de maio foi submetido a um procedimento cirúrgico.

Mais sobre a mucormicose

A Apesar disso, o especialista ressaltou que o quadro nessa gravidade, com tantas contaminações, parece ser exclusivo da Índia, que sempre conviveu com forte presença da mucormicose. “Foi realmente uma surpresa que esse fungo esteja se espalhando dessa maneira na Índia. Mas parece ser algo particularmente de lá, que sempre teve muitos casos de mucormicose. Não acho que o Brasil corra algum risco desse tipo“, salientou Simão.

é uma infecção rara causada pela exposição a mofo mucoso que é comumente encontrado no solo, plantas, esterco, frutas e vegetais em decomposição. “Aparece bastante também em quem faz tratamento para leucemia, diabéticos, transplantados… No geral, em pessoas com sistema imunológico mais fraco. As drogas para combater a Covid-19, a internação, tudo isso favorece o surgimento do fungo”, disse o infectologista Marcelo Simão, da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

Leia mais:

O especialista ressaltou que o quadro nessa gravidade, com tantas contaminações, parece ser exclusivo da Índia, que sempre conviveu com forte presença da mucormicose. “Foi realmente uma surpresa que esse fungo esteja se espalhando dessa maneira na Índia. Mas parece ser algo particularmente de lá, que sempre teve muitos casos de mucormicose. Não acho que o Brasil corra algum risco desse tipo“, salientou Simão.

O tratamento da doença é feito usando drogas específicas para o combate do fungo. De acordo com o infectologista da SBI, como não se trata de um vírus, não há necessidade de isolamento do paciente, já que o fungo está presente na natureza.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Caso suspeito de mucormicose em paciente com Covid-19 é investigado em Santa Catarina apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Google está enfrentando um processo no Arizona (EUA) após ser acusado de coletar de forma ilegal dados de localização dos usuários. Agora, funcionários revelaram que sabiam que a empresa dificultava a busca nos smartphones sobre privacidade e localização.

O Business Insider teve acesso aos documentos do processo em que os trabalhadores alegam que era muito difícil para os usuários manterem seus dados de localização privados e que o Google coletava essas informações mesmo que algumas opções de compartilhamento estivessem desligadas nas configurações.

A gigante das buscas, inclusive, teria pressionado fabricantes de smartphones, como a LG, a dificultarem os menus de privacidade e segurança nos aparelhos. Jen Chai, gerente de produto sênior do Google responsável pelos serviços de localização afirmou que não sabia como a rede de privacidade da empresa funcionava.

Google e a localização

Segundo o site, documentos do processo que ainda não estão públicos revelam como o Google trabalhou para deixar sua estratégia de coleta de dados de localização confusa não apenas para os usuários, mas também pata seus próprios funcionários.

Leia também!

Ainda de acordo com o processo, o Google chegou a fazer testes no Android deixando as configurações de localização e de privacidade mais intuitivas. O resultado é que muitos usuários desabilitaram algumas das funções, o que foi encarado como um problema pela empresa, que voltou a enterrar o modelo.

Os funcionários ainda admitiriam que nos aparelhos com iOS é “muito mais provável” que os usuários usem apps de terceiros que dependam de localização sem compartilhar os dados com a Apple. No Android, qualquer app terceirizado que precise da localização acaba compartilhando com o próprio Google, dizem também os documentos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Funcionários admitem que Google coleta dados de localização de forma indevida, diz site apareceu primeiro em Olhar Digital.

O Brasil registrou 874 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde neste domingo (30).

Confira os números atualizados no Brasil:

  • 874 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 43.520 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 461.931 mortes;
  • 16.515.120 casos confirmados.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 62 milhões de doses foram aplicadas até o momento no Brasil.

Desde que chegou ao país, o novo coronavírus se espalhou rapidamente. Em 16 de junho de 2020, menos de um mês depois de atingir um milhão de casos confirmados de covid-19, o Brasil registrou mais de dois milhões de infectados. Em 8 de julho, entretanto, um milhão de pessoas já haviam se recuperado da doença. Atualmente, o Brasil é o segundo país com mais mortes registradas pela covid-19, atrás apenas dos EUA.

Covid-19: situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou mais de 169 milhões de pessoas em todo o mundo. O marco é alcançado 16 meses após seu surgimento na cidade chinesa de Wuhan. O número de mortos por covid-19 no mundo já ultrapassou 3,5 milhões. Por outro lado, mais de 93,9 milhões de pessoas já se recuperaram da doença globalmente.

Impacto regulatório

A InteliGov, startup de monitoramento parlamentar, criou um site de monitoramento automático do Diário Oficial da União (DOU) e do Legislativo (federal, estadual e municipal) em tempos de crise. Com a ferramenta, é possível verificar todas as menções ao novo coronavírus no DOU.

Especializada em automação de monitoramento de informações governamentais, a startup atualiza automaticamente as informações a cada hora, no caso do DOU, e diariamente quanto às iniciativas do Legislativo. Todo o material disponível é gratuito e está dividido em duas categorias: “publicações na imprensa oficial” e “proposições legislativas”.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Covid-19: Brasil registra menos de mil mortes nas últimas 24 horas; total ultrapassa 461 mil apareceu primeiro em Olhar Digital.

Uma imagem divulgada pela Nasa mostra o centro da Via Láctea cheio de energia passando por um processo descrito como “violento” por um dos pesquisadores. A foto foi criada durante décadas de estudos para determinar o fluxo de energia que ocorre na galáxia.

Foto inédita divulgada pela Nasa mostra "processo violento" de energia no centro da Via Láctea
Imagem:Nasa

A pesquisa publicada na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society mostra um panorama com fotos do Observatório de Raios-X Chandra da Nasa e do rádio telescópio MeerKAT na África do Sul. “A galáxia é como um ecossistema. Sabemos que os centros das galáxias são onde está a ação e desempenham um papel enorme em sua evolução”, explicou o astrônomo Daniel Wang, da Universidade de Massachusetts Amherst.

Eventos na Via Láctea

Segundo os pesquisadores, um dos destaques da foto é um fio de de raios-X conhecido como G0.17-0.41, que pode ser responsável pelo fluxo de energia na Via Láctea e responder perguntas sobre a evolução do universo. “Esta é a evidência de um evento de reconexão de campo magnético em andamento”, disse também Wang. “É um processo violento”, completou. “Tais eventos de reconexão são provavelmente comuns quando tubos de fluxo de campos magnéticos antiparalelos colidem e/ou se torcem”, descreve o artigo.

Leia também:

Esse tipo de evento na Via Láctea acontece quando campos magnéticos opostos precisam se unir e se combinar. A explosão dessa junção gera uma grande onda de energia. As consequências desse fenômeno ainda são investigadas. Os pesquisadores acreditam que a descoberta seja apenas a “ponta do iceberg” para entender esses eventos que são comparados a erupções solares na nossa galáxia.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Foto inédita divulgada pela Nasa mostra “processo violento” de energia no centro da Via Láctea apareceu primeiro em Olhar Digital.

O novo filme de Zack Snyder, Army of the Dead: Invasão em Las Vegas, estreou recentemente na Netflix e fez a alegria dos fãs de zumbis e histórias de apocalipse. 

Porém, essa não é a única história sobre os comedores de cérebro que a plataforma tem para oferecer. Com produções que vão desde o terror até a comédia, o streaming tem opções para todos os gostos. 

Leia mais…

A produtora Lilith Games está trabalhando em Farlight 1984, shooter em terceira pessoa que será lançado no início de 2022 para PC, Android e iOS. Para aqueles que estão de olho no game, ela revelou um trailer mostrando um pouco do que teremos no modo principal chamado Caça.

De acordo com as informações divulgadas, essa modalidade vai permitir o confronto entre até 48 jogadores, e ao longo da partida é preciso caçar aqueles que aparecem com um alvo para marcar mais pontos e obter a evacuação do time para fora do mapa. Antes disso, é preciso decidir se deseja ir direto para a área indicada assim que ela aparecer ou eliminar todos os oponentes para ser o único sobrevivente.

Leia mais…

Lost foi uma das séries mais icônicas do início dos anos 2000, conquistando uma legião de fãs apaixonados em uma época em que as redes sociais ainda estavam começando. Um dos atores principais da produção foi Josh Holloway, responsável por interpretar Sawyer.

Antes do sucesso explosivo do seriado, Holloway estava prestes a desistir de sua carreira como ator para trabalhar no mercado imobiliário. Contudo, a sua grande chance finalmente chegou, e o eterno Sawyer entrou para a história da televisão. 

Leia mais…

Pedir dinheiro emprestado nos bancos convencionais geralmente é um processo lento e burocrático. Para quem quer fugir das exigências e ter os valores liberados de maneira mais rápida, os bancos digitais surgem como alternativa, podendo ainda trazer taxas reduzidas, em alguns casos.

Movimentadas exclusivamente pelo celular, as contas digitais oferecem uma série de serviços. De pagamentos a transferências, passando por depósitos, PIX, saques, cartões de crédito e investimentos, muitas fintechs também disponibilizam empréstimo pessoal para os clientes.

Leia mais…

A Western Digital anunciou uma nova linha de SSDs totalmente voltada para o público gamer. O WD_BLACK D30 Game Drive é um dispositivo de armazenamento externo para os novos consoles PS5 e Xbox Series S/X. Já o SSD interno WD_BLACK SN750 SE NVMe traz melhorias para os PCs e notebooks gamers. Todos os modelos chegarão ao Brasil nos próximos meses, mas ainda sem uma data definida. 

A linha WD_BLACK D30 Game Drive possui dois modelos diferenciados, um para cada aparelho. No Xbox Series S/X ele oferece velocidades aceleradas e capacidade compacta em um design inspirado no console. O modelo está disponível nas capacidades de 500 GB, 1 TB e 2 TB. A versão conta ainda com um mês de assinatura do Xbox Game Pass Ultimate na compra do produto.

Leia mais…